Pessoas vem e vão

4b7fd881a04c3270155b2ac6f25050a6

Hoje durante o trânsito parado em São Paulo, enquanto pessoas buzinavam e outras vendiam biscoitos e agua, fiquei pensando em como as pessoas vem. E como mais cedo ou mais tarde vão embora,

Fiquei pensando em como talvez as pessoas queiram ser iguais aos pássaros que migram a cada inverno em busca de lugares quentes e novos e voltam um dia. Porém muitas vezes, quando voltam, seu ninho já está ocupado ou simplesmente não está mais no mesmo lugar.

Assim somos nós, seres humanos. Algumas vezes voltamos para dizer que não retornaremos nunca mais. Outras vezes ficamos, mas pouco a pouco vamos nos tornando invisíveis aos olhos dos outro.

Acredito que, às vezes, precisamos nos deparar com um beco sem saída para descobrirmos que o caminho é contrário, para o outro lado.

Em algumas ocasiões, investimos tempo e buscamos ”chaves” para abrir uma porta que não pode ou não deveria ser aberta. Na maioria das vezes nem existem portas porque os destinos são impossíveis, porque as pessoas que não se encaixam em nossas fechaduras e porque existem caminhos pelos quais é melhor não transitarmos.

De fato, nenhum de nós acerta nosso destino pessoal. Mas acredito que não é errado perder-se de vez em quando.

Abrir portas que fechamos rapidamente é bom para adquirir experiência, para saber quem está e quem não está entre o que vale a pena. Em casos assim, adquirimos experiência e devemos ir sem medo, mas sempre com equilíbrio e uma atitude correta e honesta.

Talvez, em algum momento de nossas vidas, não tenhamos tomado as melhores decisões. Ou pode ser, inclusive, que isso aconteça durante um longo período. Tempo suficiente para nos fazer acreditar que é isso que temos para nós. Mas, por trás das portas fechadas, fica conosco o vazio e a tristeza constantemente remoída.

Isso serve para qualquer relação, seja de trabalho ou de uma amizade que não terminou muito bem, ou de um relacionamento amoroso.

Nenhum caminho escolhido ao longo de nossas vidas é em vão. Não devemos nos arrependermos por termos cruzado algumas portas, por termos, por exemplo, mantido um relacionamento, por termos iniciado um projeto e não concluí-lo ou simplesmente por termos frustrações no lugar de alegrias. É fundamental assumir tudo que foi vivido como oportunidades de aprendizado e ter em mente que TODA cicatriz ensina e todo caminho errado supõe também um convite ao recomeço.

A vida, na realidade, é um grande labirinto de portas pelas quais podemos cruzar, transitar, aprender e sem dúvida fechar.

Muitas vezes precisaremos de um tempo para nos reconstruirmos e para nos conectarmos conosco novamente. Só assim, conseguiremos fecharmos adequadamente as portas, os ciclos, as etapas.

A vida todos os dias nos dá as respostas. As pessoas vêm e vão e a única coisa que precisamos ter, é coragem. Coragem para cruzar os caminhos desconhecidos, os caminhos que podem ser maravilhosos e que estão aí para serem descobertos por todos nós.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: